24 de set de 2010

SONHOS

"Na vida existem sonhos que devemos deixar na gaveta pra um dia lembrar que eles existiram.

Tem sonhos que parecem tão próximos, e em segundo, percebemos o grande abismo que nos separa dele.

Ás vezes conseguimos alguns pequenos. Uns aqui, outros ali. Mas os grandes? Eles dependem desse mundo real que vivemos cheio de dificuldade.

Eu tenho poucos. Alguns me apertam o coração com medo de saber se um dia vou poder tirar da gaveta. Outros eu sei que lá vão ficar.

A gente aprende a trocar de sonho, a substituir, mas lá no fundo, vou sempre ver aquele outro, com os detalhes, as flores, o cheiro.

E assim, em passos eu vou vivendo, sonhando, acordando, morrendo."
 
(Marcela Silva)

2 comentários:

Sissi disse...

É bem capaz mesmo que tenhamos sonhos que nunca sairão da gaveta ou, surpreendentemente, abrimos a gaveta e eles saem transmutados, como uma linda borboleta, com cores e contornos que jamais imaginamos dar-lhes.
Mas aprendi, a duras penas, que é preciso ter sonhos sempre, são eles o vento que infla nossas velas.
Poxa, um texto tão curtinho e que me fez pensar muitas coisas!
beijos.

Tati disse...

Oi Dani!
Obrigada pela visita ao meu blog. Vou seguir o seu porque eu gostei bastante!!
Esteja à vontade para entrar e comentar sempre que quiser.
Beijos,
Tati

http://comoagarrarummarido.blogspot.com/