23 de fev de 2011

Festa no Céu



23 de fevereiro, hoje é um dia muito difícil pra mim. Não digo que é um dia triste, porque em respeito a você eu faço o possível e o impossível pra não deixar a minha saudade se transformar em tristeza. Mas como é difícil meu amor! Que falta você me faz!

Hoje é seu aniversário de 9 anos, e eu fico aqui imaginando como você estaria tagarela nesse dia, e fazendo mil planos pra sua festinha e me dizendo que não, eu não precisava te dar nenhum presente porque você não queria que ninguém gastasse dinheiro com você!

A primeira vez que você me disse isso eu comecei a perceber que você era uma criança especial, um ser que não era desse mundo. Imagina se alguma criança nesse mundo vai recusar um presente porque não quer “que ninguém gaste dinheiro com ela”. Mesmo assim eu nunca te dava ouvidos, e tinha o maior prazer do mundo em escolher um presente bem legal pra você, porque quando você começava a desembrulhar, não tinha sensação melhor no mundo do que ver aquele seu sorriso lindo estampado!

E então eu começo a me lembrar dessas e tantas outras coisas que você me ensinou que eu não me permito ficar triste, porque mesmo que por tão pouco tempo, conviver com você foi a melhor lição de vida que eu já recebi.

Continuo me lembrando de você sempre, todos os dias, todas as horas. Você é meu primeiro pensamento quando eu acordo e o último quando eu vou dormir.

E quando alguma coisa dá errado, ou quando eu ouso pensar em reclamar da vida, eu me lembro de tudo que você lutou e de tudo que você me ensinou, e como não me sentir uma privilegiada quando eu lembro da conversa que tivemos na sua última festa de aniversário aqui na Terra:

- Vamos meu amor, nós estamos atrasados pra festinha, você tem que terminar de se arrumar.

- Já tô pronto!

- Você vai assim mesmo, não quer colocar um bonézinho ?

- Acho que não, vou assim mesmo. Porque eu tô doente né madrinha, e ninguém pode ter preconceito com uma pessoa doente! Vou mostrando minha carequinha mesmo!

E daí eu não tive mais palavras, só consegui te abraçar e morrer de orgulho de você!

E quando eu lembro dessas e de tantas outras lições que você me deu, eu só consigo sentir uma coisa: INVEJA do outros anjos que estão aí no céu fazendo a maior festinha com você! Não tenho dúvidas!

FELIZ ANIVERSÁRIO meu amor! A distância física nunca vai conseguir diminuir o nosso amor! Te amo pra sempre!!!!

Um comentário:

Claudia disse...

Lindo, mas confesso que fiquei deprê. Muito bom, Dani.